Comprar ou arrendar casa? Eis a questão!

Comprar ou arrendar casa? Eis a questão!

Se está indeciso entre comprar ou arrendar casa o melhor mesmo é pesar os prós e contras para se certificar que toma a decisão mais acertada.

Há alguns anos esta era uma questão praticamente indiscutível, pois a compra era, na maioria dos casos, a opção mais acertada para a maioria dos portugueses e isso comprova-se com factos: segundo dados recentes, cerca de 70% da população portuguesa são proprietários e apenas 30% arrendatários.

Todavia, hoje este cenário tem vindo a alterar-se radicalmente. Muito graças à crise financeira – trazendo muitos outros fatores por acréscimo – tem havido cada vez mais famílias portuguesas a optar pelo arrendamento ao invés da compra.

Mas será esta a melhor decisão?!

Conheça os prós e contras que deve ter em consideração antes de avançar com a decisão.

Comprar casa

Vantagens:

  • Construir Património

Recorrendo ou não ao pagamento de uma mensalidade para a sua aquisição, estará sempre a investir em algo que é seu. Podendo até mesmo conseguir rentabilidade com isso, colocando o imóvel a arrendar mais tarde ou vendendo novamente.

  • Valorização de Património

Dependendo de vários fatores, o investimento que fez pode valorizar e conseguir rentabilidade/lucro com o mesmo: Ou porque decidiu fazer remodelações, aumentar alguma parte da casa, ou por exemplo construir uma piscina na mesma ou simplesmente porque o ciclo económico entre a procura e a oferta faz o seu imóvel valorizar.

  • Total liberdade para fazer aquilo que lhe apetecer

Se optar pela compra, o imóvel é apenas seu, ou seja, tem a total liberdade de fazer o que quer que seja no imóvel: seja pintar, construir anexos, mudar espaços, etc.

  • Maior privacidade

Pode fazer aquilo que bem lhe apetecer que não correrá o risco de alguém lhe questionar o porquê.

Desvantagens:

  • Custos além da prestação

Além da prestação da aquisição do imóvel (se aplicável), terá que suportar toda a restante manutenção monetária do imóvel, desde o IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis) pago anualmente, ou o IMT (Imposto Municipal sobre a Transação Onerosa de Imóveis) pago no ato da compra, custo com o condomínio (se for caso disso), seguros associados à habitação e outros custos de manutenção, por exemplo.

  • Pode existir desvalorização de património

Enquanto o inverso (valorização de património) acontece, a possibilidade da desvalorização do mesmo também não se pode descartar. No entanto, num período em que o arrendamento se encontra a crescer consideravelmente, se o imóvel desvalorizar na venda, coloque a arrendar e pode acabar por compensar o valor que iria perder

  • Almofada financeira inicial

A compra de casa implica (obrigatoriamente) alguns custos financeiros iniciais para subvencionar a entrada inicial, as despesas legais com contratos, registos, impostos, seguros, etc

  • Fica preso a uma prestação durante anos

É importante ter consciência que ao assinar um contrato de crédito a habitação, está automaticamente a assumir uma divida e um compromisso que no limite pode atingir os 40 anos, onde terá de garantir todos os pagamentos mensais e em certos momentos da vida podem surgir situações inesperadas que dificultem este cumprimento.

Todavia não é o fim do mundo, pois pode sempre vender a sua casa e a partir daí pagar toda a sua dívida na hora. Ou coloca-la a arrendar e pagar a prestação com essa renda.

Veja AQUI as nossas opçoes

Comprar ou arrendar casa?

Arrendar casa

Vantagens:

  • Maior mobilidade

É mais simples mudar de casa quando quiser, apenas terá de cumprir os tempos de contrato de arrendamento. Com a instabilidade a nível profissional ou até mesmo pessoal, as pessoas, hoje, têm tendência a mudar de casa com alguma frequência. Se é o seu caso, o arrendamento será a melhor decisão.

  • Apenas terá um encargo financeiro obrigatório

Ter que pagar a renda enquanto arrendatário, ou eventualmente, parte ou totalidade de obras e encargos de condomínio, consoante acordo com o proprietário

  • Livre de pagamento de impostos

Estes encargos são todos e apenas do proprietário

 

Desvantagens:

  • Elevada procura, pouca oferta, valores elevados

Hoje, com a crescente mudança de paradigma, o arrendamento é cada vez mais procurado entre a população portuguesa, levando a que comece a existir elevada escassez de oferta, logo a sobrevalorização do valor das rendas.

  • Não constrói património

Ao optar por um arrendamento estará a investir em algo que não é, nem vai ser, seu. Enquanto no pagamento de uma prestação para compra, estará a aumentar o seu património, e é dinheiro que pode voltar a adquirir no futuro (mesmo que não seja na totalidade), revendendo o imóvel.

  • Tem de responder sempre ao senhorio/proprietário

Numa casa arrendada para qualquer alteração que deseje fazer no imóvel tem que passar sempre pelo senhorio e tudo dependerá da sua autorização. O mesmo ocorrerá no caso de acontecer algum acidente ou dando mau uso a equipamento que já se encontrava na habitação, tendo sempre que se justificar com o mesmo.

  • A longo prazo poderá gastar tanto, ou mais dinheiro, do que comprar uma casa

Se o objetivo é arrendar imóvel com intenção de ser por um longo prazo é fundamental que faça bem as contas. O valor que gastará no final pode ser o suficiente ou até mais caro do que aquele que necessitava para comprar um imóvel e construir património próprio.

  • Depender sempre das decisões de terceiros

Estar num apartamento arrendado nunca lhe garantirá total estabilidade, visto que, após o cumprimento do contrato de arrendamento, o proprietário pode optar por não o renovar, obrigando-o a mudar-se e a procurar uma nova casa.

Veja AQUI as nossas opçoes

Visto que os valores das rendas e os valores da prestação de compra estão bastante próximos, ou, em alguns casos, o valor de renda bem mais elevado dá que pensar por qual decisão optar.

Se mesmo assim não consegue tomar uma decisão, temos sempre uma terceira opção: arrendamento com opção de compra, que iremos abordar num próximo artigo.

Este artigo foi-lhe útil? 

Se sim, deixe o seu comentário abaixo, partilhe-o com os seus amigos e subscreva a nossa Newsletter para ficar a par das próximas dicas, sugestões e todos os artigos do seu interesse. 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *