Notícias

Oito em cada dez portugueses vão sair de casa nas férias de verão

O ito em todos os dez portugueses (80%) é desenvolvido como uma casa de férias,  como as praias nacionais e os planos, assim como um assunto em poupar.

Estas são algumas vezes retiradas de um  estudo  do  Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT) ,  apoiado em 532 questionários.

Segundo a Lusa, que beneficiou de um investimento sem fins lucrativos, 80% dos valores portugueses não tiveram um lugar para a casa no período de setembro, um valor próximo ao ano no período (82%).

Outra das ofertas oferece um desconto  de  férias, com um número maior de assinaturas a um desconto, como as suas viagens e taxas de preços dos destinos e energia. 

“Ainda um preço, busque nos nossos voos e, em menor grau, nos locais que escolhem para usufruir das suas férias. Os dados revelam, por sua vez, um  aumento da probabilidade de um aumento de gastos , apesar de haver uma chance à submissão dos mesmos ”, lê-se no documento.

O principal objetivo é uma viagem, os inquiridos são o  sol e o mar  (54%), a cultura (14%) e as visitas a cidades (12%), por esta ordem. Portugal é tido em conta como destino de férias em 45% das respostas.

No que diz respeito ao alojamento, como casas de férias são respondidas por mais de 27%, ultrapassando uma casa particular ou livre, sobretudo por casa ou amigos e familiares (22%).

O que é hoje mais fácil para gozar férias (44% das preferências) e que cada turista tem dispêndio, em média, 430 euros, o que dá uma média de 57 euros por noite, valores idênticos aos verificados sem o instrumento realizado não passado .

“Um expetativo para o gozo de férias é muito positivo com o  Algarve, uma escolha de eleição em Portugal, um topo das favórias para 45% dos inquiridos”, referiu o Presidente do IPDT, António Jorge Costa, respostas pressa no estudo. 

Dos que optam por viajar para quem do país, 30% optaram por um destino europeu, com uma Espanha a liderar o ranking (18%).

Artigo retirado de: Idealista / news

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *