Vamos viver juntos! E agora?

Vamos viver juntos! E agora?

Vocês têm intimidade suficiente para conversarem sobre tudo? Não veem mais sentido em dormir separados? Então, talvez esteja na hora de “juntarem as suas coisas definitivamente” e passarem a viver juntos na mesma casa!

Atualmente, são muitos os casais de namorados que tomam a decisão de morar junto antes ou mesmo sem realizar uma cerimônia de casamento tradicional.

No entanto, antes de dar este passo é muito importante que o casal se sente e converse bem sobre alguns pontos que vão mudar na nova vida a dois, de que forma vão lidar com eles e ultrapassar as dificuldades que poderão encontrar. Conversar bastante a respeito do que o casal entende por compartilhar a vida é fundamental para evitar frustrações desnecessárias no futuro. Assim, deixamos algumas dicas para evitar futuros desentendimentos.

  • Aprendam a discutir
Resultado de imagem para falar em casal

Quando moram juntos as discussões podem acontecer com maior frequência e podem tomar proporções maiores. Por isso coloque o orgulho de lado e aprendam a conversar ao invés de discutir. Não amue nem mande indiretas irónicas, seja direto e honesto com o parceiro, expondo aquilo que o incomodou, de forma que possam juntos, ultrapassar esse obstáculo.  

Fale abertamente sobre os seus sentimentos e não culpe o parceiro, tente entende-lo.

  • Atentem-se à questão financeira
Resultado de imagem para questão financeira do casal casal

A situação financeira dos dois é uma das principais questões a por em causa quando tomam esta decisão. Se ambos apresentarem uma situação financeira estável e sustentável que vos permita dar este passo, então as próximas questões são: Como vão dividir as despesas? Quais as despesas fixas? Quanto querem poupar para uma viagem, por exemplo?

Criar uma folha de cálculo em excel com todos os gastos do casal, onde estão mencionadas todas as despesas do mês, como gastos no supermercado, gastos na renda, gastos de lazer, também pode ser importante dando a perceber o que sobra para o resto do mês e a terem uma maior organização e controlo sobre os gastos.

  • Criem regras de convivência

Antes de darem este passo, o casal deve estabelecer regras de convivência para que se possam evitar mal entendidos com o passar do tempo. Estabeleçam tarefas a realizar e quem e como as vai realizar. Falem sobre os convites a amigos e familiares à vossa casa. Imponham regras básicas como não deixar a roupa no chão, fechar a tampa da sanita, entre outros detalhes pequenos que podem fazer toda a diferença.

Claro que não precisam de levar tudo à risca porque não vão viver num “exército”, mas convém respeitaram ao máximo as regras estabelecidas para que a convivência entre ambos seja a melhor e se evitem conflitos.

  • Façam tarefas juntos
Resultado de imagem para fazer tarefas juntos

Este é um dos principais fatores a pensar a analisar com calma, no momento que se pensa dividir uma casa com alguém. Dividir tarefas domésticas (passar a roupa, estender a roupa, pôr a mesa, cozinhar, limpar o pó, etc) e cuidar da casa juntos, com muito companheirismo e sem injustiças é muito importante para manter uma boa relação entre o casal. Além disso, façam as tarefas em conjunto, enquanto um lava a loiça outro limpa o chão, por exemplo, e verão que a relação fluirá muito mais fácil e no tempo que resta poderão aproveitar juntos.

  • Compartilhem o tempo livre

Obviamente que, mesmo estando em relação e vivendo junto, cada um tem direito ao seu espaço. Todavia, o seu tempo livre pode e deve ser compartilhado com o seu parceiro(a). Quando chega a casa cansado e só quer ir para o sofá, por exemplo, façam-no os dois. É importante manterem o companheirismo vivo e não se fechar entre paredes para poder descansar sozinho. Compartilhe a sua vida com quem ama, mantendo aceso o relacionamento entre vocês J

  • Compartilhem decisões

A sua vida é agora, em grande parte, passada a dois, passando a ser guiada por decisões que devem ser tomadas também pelos dois, desde as coisas mais importantes às mais pequenas como “o que vamos jantar hoje?”. Ambas as partes devem aprender a ceder sempre que necessário e não estar sempre com o espirito contraditório e fechado às opiniões do parceiro.

  • Respeitem o espaço de cada um

Como referido anteriormente, apesar de iniciarem a partilha de uma vida a dois, é importante que respeitem o espaço de cada um. É impossível que um casal se molde por completo no dia-a-dia e estilo de vida do parceiro. Por isso, nesta nova etapa, vão ter que aceitar e ser abertos ao espaço de cada um, que em diversos momentos é necessário.

  • Habitue-se ao lado desconhecido do parceiro

Pois é…Nem tudo, nem ninguém é perfeito e, no momento de iniciar uma vida a dois, inevitavelmente, irá conhecer o lado menos bom do seu parceiro que até então, provavelmente, não conhecia. Como o mau-humor matinal, como andar desmaquilhada(o) e com roupa despreocupada, deixar isto e aquilo fora do sítio, entre outros pormenores que poderão ser menos agradáveis, aos quais terá de estar preparado e se adaptar, se querem partilhar uma vida em harmonia.

Ok! Agora já têm tudo alinhado para que corra tudo na vossa vida a dois.

Ainda procuram o vosso cantinho? Veja todos os nossos imóveis AQUI.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *